Prefeitura seta Cultura seta Notícias seta Capoeira Viva
 
Capoeira Viva
07-abr-2014
FGM lança segunda coleção de CDs “Capoeira Viva – Série Salvador”
 
capoeira_viva1
 
No dia 9 de abril, às 18h, será lançada a segunda coleção de CDs Capoeira Viva – Série Salvador. O evento de lançamento será realizado na Casa do Benin, localizada na Rua Padre Agostinho Gomes, nº 17, Pelourinho.

A coletânea dá continuidade às ações do Programa Capoeira Viva, idealizado pelo Ministério da Cultura (MinC), através da Lei Rouanet, patrocinado pela Petrobras, e realizado pela Fundação Gregório de Mattos (FGM). Reúne cinco volumes com composições musicais de quinze grupos de Salvador, cujas letras exaltam os elementos da cultura negra e a história dos africanos que vieram ao Brasil. A coleção será distribuída de forma gratuita aos participantes do encontro.

A decisão por priorizar instituições da capital baiana baseia-se no fato de esta ser considerada a “Meca da Capoeira”, reunindo diversos grupos que contribuem com a preservação, desenvolvimento e promoção da manifestação cultural que foi tombada como patrimônio cultural brasileiro pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Entre os grupos contemplados pela coleção, destacam-se aquele chefiado pelo Mestre Bozó (Associação de Capoeira Regional da Bahia), pelo Mestre Angola (Associação de Capoeira Angola Corpo e Movimento), pelo Mestre Jorge Satélite (Associação Cultural de Capoeira Clips Academia), entre outros.

Para o Mestre Angola, cuja associação tem sede no bairro do Bonfim, com atuação também na Ribeira, Valéria e Cajazeiras, a ação é importante para promover a manifestação e as pessoas que se dedicam a ela. “A iniciativa é boa porque divulga não apenas a capoeira, mas também o trabalho feito pelos professores, mestres e contramestres que estão na capoeira há muito tempo e não têm condições de financiar o registro”, afirmou. A associação possui discípulos que atuam em outros estados do Brasil, como Florianópolis e Paraná, bem como em cidades dos Estados Unidos, como Los Angeles, Washington e Flórida. “Espero que não pare por aí. Dependemos muito do poder público”, assinalou.

Cadastramento da Capoeira

No evento, será lançado também o Cadastramento da Capoeira em Salvador. Promovido pela FGM, a ação possibilitará que os grupos, associações e escolas de capoeira em atuação na cidade registrem informações sobre a sua instituição e sobre o trabalho que desenvolvem nas comunidades. A idéia é construir uma base de dados pública, em que capoeiristas, pesquisadores, poder público ou apenas curiosos possam ter acesso a informações sobre o cenário da capoeira em Salvador.

Além disso, o cadastramento conformará uma ferramenta para políticas públicas voltadas à capoeira, visto que poderá subsidiar as ações governamentais através da disponibilização de dados qualificados sobre o universo da manifestação cultural em Salvador. O cadastramento é gratuito e pode ser feito no site www.cadastrocapoeira.salvador.ba.gov.br.

“O lançamento dos CDs e do cadastramento configuram mais um passo que a FGM dá em direção à valorização da capoeira. Estamos orgulhosos de poder retomar as ações voltadas a essa manifestação cultural, que é elemento fundamental da identidade cultural dos soteropolitanos”, comemorou o presidente da FGM, Fernando Guerreiro.